"Começo por um momento triste, mas absolutamente necessário do ponto de vista profissional. É um pedido de desculpas por causa de uma frase exibida ontem no 'Jornal das 8'. A frase percorreu toda a internet em poucas horas e suscitou uma enorme onda de protesto", disse José Alberto Carvalho na abertura do "Jornal das 8", relembrando a frase sobre a região Norte ("População menos educada, mais pobre, envelhecida e concentrada em lares").

"É obviamente uma frase errada, infeliz e nunca devia ter sido escrita, nem exibida, nem aqui nem em jornal nenhum. Foi um erro e peço desculpa em nome da redação da TVI. É errada e infeliz. Peço desculpa não por obrigação ou porque fica bem ou porque o próprio diretor de informação já o fez ao longo do dia: peço desculpa por convicção. Nasci na Beira, que não é nem no Norte nem no Sul e que nos debates regionais, que às vezes acontecem no país, até parece que ninguém se importa... eu importo-me. Como as pessoas do Norte se importam quando falam da sua região num tom errado ou injusto. As pessoas de Lisboa, dos Açores, ou da Madeira, ou do Minho, ou de Trás-os-Montes, ou do Alentejo ou sejam de onde for, importam-se quando falam da sua terra com pouco respeito", frisou o jornalista, acrescentando que a indignação de quem viu a "frase num post" é "legítima". "Se isso não tivesse acontecido é que era dramático", sublinhou.

Veja o vídeo:

No arranque da emissão desta segunda-feira, dia 13 de abril, de "Jornal das 8", da TVI, foi emitida uma reportagem sobre o número de infectados pela COVID-19 no norte de Portugal. "Concentra quase 60% da totalidade dos casos e 57% das mortes por COVID-19 no país. A região norte está a ser de longe a mais castigada", frisa a jornalista no início da reportagem.

"População menos educada, mais pobre, envelhecida e concentrada em lares" foram alguns dos motivos apontados para a concentração de casos do novo coronavírus. Nas redes sociais, o oráculo de texto que referia os dados rapidamente chegou às redes sociais e gerou polémica.

Esta terça-feira, dia 14 de abril, Sérgio Figueiredo pediu desculpa à região norte. No texto publicado nas redes sociais, o diretor de informação da TVI e TVI24 explicou que o "assunto foi internamente discutido, logo na reunião da manhã de preparação do jornal". "Isto não justifica, porém, a construção de uma frase infeliz no ecrã, nem a parte do texto que a suportava. Nomeadamente aquela que, entre as razões demográficas e sociológicas indagadas, sugeria níveis de educação abaixo da media nacional. Essa frase foi por muitos interpretada como uma ofensa às gentes do Norte – o que não era evidentemente o nosso propósito", sublinhou.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.