O realizador Francis Lee alertou os espectadores nos EUA para não verem o seu filme "God’s Own Country" na Amazon Prime.

Segundo diz o realizador através das redes sociais, terá sido censurado e não reconhece a versão disponível. Indicou ainda que a situação vai ser investigada.

Algumas horas mais tarde, um fã norte-americano acrescentou que três minutos foram cortados e entretanto "God’s Own Country" ficou "indisponível" na plataforma.

A conta oficial indica que a situação não foi autorizada e é "inaceitável".

Lançado em 2017 e distinguido em vários festivais (Berlim, Edimburgo, Sundance), bem como na cerimónia dos prémios do cinema independente britânicos, "God’s Own Country" (inédito nos cinemas portugueses) ultrapassou o nicho de mercado e tornou-se um marco no cinema LGBT mais comercial.

Com ecos de "Brokeback Mountain", a história retrata um jovem agricultor (Josh O'Connor) e um emigrante romeno (Alec Secareanu), contratado para ajudar na quinta, que se envolvem num tórrido romance ameaçado pelo alcoolismo e preconceito do primeiro.

É o filme de estreia de Francis Lee, que irá lançar este ano "Ammonite", onde Kate Winslet e Saoirse Ronan interpretam um casal lésbico no séxulo XIX.

Nas últimas mensagens, o cineasta perguntou aos utilizadores americanos se tinham conhecimento de casos em que a Amazon Prime tenha "censurado mulheres nuas ou cenas íntimas/sexuais em histórias heterossexuais no seu serviço de streaming" ou se "apenas censuram histórias queer".

Segundo as mais recentes mensagens, a plataforma ainda não prestou esclarecimentos sobre a situação.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.