Entra as oito nomeações em 13 possíveis de "Frozen II - o Reino do Gelo", da Disney, e as seis de "Toy Story 4", da Disney-Pixar, o estúdio emerge dominador na corrida aos prémios Annie, os "Óscares da Animação".

Na lista anunciada esta segunda-feira em Los Angeles surgem na categoria das curtas-metragens dois títulos portugueses com co-produção internacional: "Tio Tomás, A Contabilidade Dos Dias" (foto), de Regina Pessoa, e "Purpleboy", de Alexandre Siqueira, um e outro presentes nas competições de vários festivais internacionais, com o primeiro a ganhar o Prémio Especial do Júri no Festival internacional de Animação de Annecy (França) e o Grande Prémio no Animamundi (Brasil) e o segundo a arrebatar o Grand Prix no Animage (Brasil) e o de Melhor Animação da Competição Internacional do Curtas de Vila do Conde.

“Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias”, filme da realizadora Regina Pessoa, é distribuído e promovido pela Agência da Curta Metragem e coproduzido entre Portugal (Abi Feijó, Ciclope Filmes), França (Reginald de Guillebon, Les Armateurs) e Canadá (Julie Roy, ONF).

A curta de 13 minutos foi duplamente premiada, este ano, no Festival Internacional de Animação de Annecy, com o Prémio Especial do Júri e o Prémio para a Melhor Música Original, da autoria do compositor canadiano Normand Roger e também no Festival Internacional de Animação do Brasil - Anima Mundi.

A realizadora tem descrito o filme desta forma: "A partir das memórias afetivas e visuais da minha infância, este filme pretende ser uma homenagem ao meu tio Tomás, um homem humilde e um pouco excêntrico, que teve uma vida simples e anónima”.

“Com este filme eu gostaria de testemunhar que não é preciso ser-se alguém para se ser excecional na nossa vida", disse Regina Pessoa.

O outro filme português de animação nomeado "Purpleboy”, de Alexandre Siqueira, aborda a questão da identidade de género e gira em torno de uma criança que cresce no jardim dos pais, com o corpo a desenvolver-se no subsolo, sem que ninguém conheça o seu sexo biológico, nem o próprio, apesar de ele saber perfeitamente aquilo que quer ser.

Mas Portugal não se fica por aqui nas nomeações: Sérgio Martins, supervisor de animação no filme “Klaus”, está nomeado na categoria de Melhor Animação de Personagens para Longa-Metragem, pela personagem de Alva no mesmo filme.

Além de "Frozen II" e "Toy Story 4", concorrem para Melhor Filme de Animação "Mr. Link", da Laika Entertainment, ainda com oito nomeações, o citado "Klaus", a primeira produção do género da Netflix nas longas-metragens, originária de um estúdio espanhol (Sergio Pablos Animation Studios, com o nome do realizador), que tem sete nomeações no total, e "Como Treinares o Teu Dragão: O Mundo Secreto", da DreamWorks, com seis.

O francês "J'ai perdu mon corps", também com seis nomeações, concorre para Melhor Filme Independente.

Nenhuma animação ganhou o Óscar de Longa-Metragem de Animação sem ter sido nomeada primeiro para os Annie. No ano passado, o vencedor coincidiu: "Homem-Aranha: No Universo Aranha".

Os vencedores serão conhecidos durante uma cerimónia a 25 de janeiro em Los Angeles.

CONHEÇA A LISTA COMPLETA DE NOMEADOS.

Notícia atualizada às 20h15.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.