O que antes era disfarçado agora é assumido: já estão a decorrer conversas para fazer a sequela do filme "Downton Abbey".

Antes da estreia nos cinemas no início de setembro, o máximo que se podia arrancar dos atores era o "sonho" de regressar e o produtor Gareth Neame dizia que isso estava nas mãos dos fãs: era preciso que fosse um sucesso de bilheteira.

Como "Downton Abbey" arrecadou 184 milhões de dólares e os custos ficaram por menos de 20 (sem contar com a campanha de marketing), o que antes era "possível" está muito mais próximo de acontecer.

"Estamos a ter essas conversas. Estamos a trabalhar no que é a história e quando poderemos fazer. Mas é como da primeira vez: temos que tentar reunir todos outra vez. E isso foi um grande desafio", contou ao The Hollywood Reporter.

Gareth Neame confirmou que começaram a pensar "vagamente" no assunto antes da estreia e depois como algo mais concreto por causa das reações e do impacto da campanha de divulgação nos EUA.

A seguir, o fim de semana de estreia naquela país, onde arrecadou 31 milhões e ficou em primeiro lugar, batendo "Ad Astra" e "Rambo - A Última Vingança", tornou claro "que valia a pena levar isso muito a sério".

Já se falava de um filme durante a exibição da série entre 2010 e 2015, mas foi preciso esperar mais quatro anos após o fim da produção para se tornar uma realidade.

Agora, Gareth Neame tem esperança que o sucesso torne a sequela um processo mais suave: "temos esperança que seja um conceito comprovado, não é uma daquelas séries de TV que depois fracassam no cinema".

Para o produtor, o desafio voltará a ser o mesmo numa coisa: a disponibilidade e interesse dos atores.

Há um mês, Liz Trubridge, outra produtora, dissera que o esforço para conseguir conciliar as agendas fazia parecer as negociações do Brexit um "passeio".

VEJA O TRAILER "DOWNTON ABBEY".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.