Desde que a mulher sofreu queimaduras num acidente de carro, o Dr. Robert Ledgard, um famoso cirurgião plástico, interessa-se por criar uma nova pele que a poderia ter salvo. Ao fim de doze anos, consegue criar no seu laboratório uma pele que é sensível às carícias mas que é um escudo contra as agressões, externas e internas, a que está exposto o nosso maior órgão. Para consegui-lo, utilizou as possibilidades da terapia celular.

Para além dos anos de estudo e experiências, Robert precisava de uma cobaia humana, um cúmplice e ausência de escrúpulos. Os escrúpulos nunca foram um problema, não fazem parte do seu carácter. Marília, a mulher que tratou dele desde que nasceu, é o seu cúmplice mais fiel. E quanto à cobaia humana...

O realizador
Pedro Almodóvar não trabalhava com
Antonio Banderas desde «Ata-me!», há mais de 20 anos, e a nova colaboração afunda os dois artistas num universo negro e levemente surreal, baseado no romance «Tarantula», de Thierry Jonquet. O elenco integra ainda nomes como
Elena Anaya e
Marisa Paredes.

«La Piel que Habito» é exibido hoje, 13 de novembro, às 18h00, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.