"Glass" foi o filme mais visto nos EUA e a nível internacional este fim de semana, o que faz dele o primeiro grande sucesso de bilheteira de 2019.

Realizado por M. Night Shyamalan, "Glass" é tanto uma sequela de "Fragmentado" (2000), com Bruce Willis e Samuel L. Jackson, como de "Fragmentado" (2017), com James McAvoy.

"Glass": como M. Night Shyamalan finalmente juntou "O Protegido" e "Fragmentado" no cinema
"Glass": como M. Night Shyamalan finalmente juntou "O Protegido" e "Fragmentado" no cinema
Ver artigo

Nos EUA, as receitas no chamado fim de semana de quatro dias de Martin Luther King Jr. chegaram aos 47 milhões de dólares [41,35 milhões de euros] e são a terceira melhor estreia de janeiro, a seguir a "Sniper Americano" (107 milhões) e "Ride Along / Polícia em Apuros" (48 milhões).

Trata-se de valor sólido para um título que custou apenas 20 milhões, mas ficou ligeiramente abaixo do que esperava o estúdio Universal e a maioria dos analistas, que antecipavam ainda mais por causa do estatuto de culto do primeiro filme e o surpreendente sucesso de "Fragmentado".

As reações pouco entusiásticas de críticos e dos primeiros espectadores terão contribuído para esfriar as expectativas, mas sondagens indicam que 65% dos espectadores americanos tinham mais de 25 anos, o que significa que os fãs de "O Protegido" compareceram em força para a conclusão da trilogia.

A nível internacional, "Glass" conseguiu 48,5 milhões de dólares [42,67 milhões de euros] e terminou com o domínio das últimas semanas de "Aquaman" e "Bumblebee" (sexto título da saga "Transformers").

Está também a portar-se melhor nas bilheteiras do que o segundo filme em vários mercados.

Um deles é Portugal: "Fragmentado" foi visto por 23920 espectadores  em 46 salas nos primeiros quatro dias de estreia em fevereiro de 2017 (quase 129 mil euros) e "Glass" chegou agora aos 46032 em 85 ecrãs (cerca de 259 mil euros).

VEJA O TRAILER DE "GLASS".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.