"Joker" foi o filme que originou mais queixas dos espectadores de cinema britânicos em 2019.

O filme que valeu o Óscar ao ator Joaquim Phoenix pela interpretação de um comediante fracassado que se torna um criminoso psicótico destacou-se no relatório anual do British Board of Film Classification (BBFC), o organismo responsável pela atribuição das classificações etárias aos filmes.

Algumas das 20 queixas recebidas sobre o "thriller" defendiam que não devia ter sido autorizada a sua exibição, mas a maioria defendia que a violência justificada uma classificação para maiores de 18 anos.

Justificando a decisão de ter atribuído a classificação de ser recomendado a maiores de 15, o BBFC reconhece que "há cenas de forte violência no filme que incluem facadas e tiros, acompanhadas de detalhes dos ferimentos" mas "não retratam a dor ou ferimentos de uma forma que justifique um maiores de 28".

"John Wick 3 - Implacável", "Alita: Anjo de Combate" e "Shazam!" foram outros filmes que também receberam queixas de britânicos que acharam que violência e temas para adultos justificavam outra classificação etária.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.