Mia Wasikowska confirmou numa entrevista no programa HuffPost Live que trabalhar com Shia LaBeouf em «Dos Homens Sem Lei» foi complicado e que tudo o que foi dito na altura era mesmo verdade, ainda que, de forma diplomática, tenha salientado que a dinâmica desconfortável que se estabeleceu entre ambos fazia parte do processo do ator.

«Ele é um ator do método [estilo de representação em que o ator tenta reproduzir as condições em que vive a personagem] e eu estava na parte recetora desse método». E acrescentou que aprender a adaptar-se a situações como essa faz parte do processo do cinema: «É estranho. Conhece-se pessoas tão diferentes e por vezes estabelece-se uma ligação com elas e partilha-se o facto de ter uma abordagem semelhante e outras vezes isso não acontece e simplesmente temos de as deixar fazer a sua pare e esperar que não nos afete demasiado».

Shia LaBeouf já tinha confirmado em 2012 que consumira muito álcool para conseguir alcançar o «inchaço bêbado» do seu papel, que o levou a ganhar 18 quilos, e que este processo de representação deixara marcas na sua colega: «Ela estava a ligar ao seu advogado, tipo «tirem-me daqui para fora». A Mia estava pronta para sair do filme. Eu fui realmente agressivo naquilo, não de uma qualquer forma bizarra ou estranha, mas acho que ela nunca tinha tido uma experiência parecida com esta».

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.