A realizadora ucraniana Kira Murátova, uma das cineastas de língua russa mais respeitadas, faleceu aos 83 anos em Odessa, anunciou a agência ucraniana de cinema.

Em 1989, Kira Murátova recebeu o prémio especial do Festival de Cinema de Berlim com o filme "The Asthenic Syndrome".

Cinco anos mais tarde, recebeu um prémio especial pelo conjunto de sua obra no Festival de Locarno.

"Era uma realizadora de muito talento, a revelação de uma época. A sua visão do mundo recebeu o aplauso da crítica", declarou o presidente ucraniano Petro Poroshenko no Facebook.

Filha de um casal comunista, Kira Murátova nasceu em 5 de novembro de 1934 em Soroca, uma pequena cidade romena que, depois da Segunda Guerra Mundial, passou a fazer parte Moldávia soviética.

Estudou no Instituto Pan-soviético de Cinematografia (VGIK) e durante a sua carreira trabalhou com atores como Vladimir Visotski e Oleg Tabakov.

Ao longo de sua carreira, obteve 17 prémios ucranianos e internacionais. Numa rara oportundiade para ver a sua obra em Portugal, o Festival FesTróia também lhe dedicou um ciclo em 1988 para assinalar, segundo a organização, "quando os seus filmes foram libertados de uma censura de muitos anos".

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.