Gill Hill, um polícia de Detroit que acabou a contracenar de igual para igual com Eddie Murphy, morreu a 17 de fevereiro, aos 84 anos, vítima de pneumonia, foi anunciado pela família.

O seu único papel no cinema, mas o suficiente para o tornar conhecido, foi o temperamental inspetor Todd, o chefe do pouco ortodoxo detetive Axel Foley (Murphy), com quem implicava de forma épica,  no grande sucesso de 1984 "O Caça Polícias".

Hill não tinha qualquer experiência como ator e ganhou o papel que o tornou conhecido de forma incrível.

O realizador Martin Brest estava em Detroit à procura dos locais para a rodagem do primeiro filme quando conheceu Gilbert R. Hill, um agente já com 25 anos de experiência que lhe estava a mostrar a cidade.

Por impulso, ele pediu-lhe para ler algumas frases do argumento e pensou que podia ter encontrado o que procurava.

"Não apenas ele ter sido capaz de representar muita emoção exaltada, mas, de uma forma subtil, transmitir um profundo amor, o tipo que um pai teria por um filho. Isso é difícil para um ator profissional e o facto de que Gil o estava a fazer era simplesmente espantoso."

O polícia, que recusou várias ofertas de Hollywood após o sucesso com excepção das sequelas de 1987 e 1994, costumava dizer que a única diferença entre si e a personagem é que ele dizia menos palavrões.

Nessa altura, Hill já era o inspetor encarregue da divisão de Homicídios de Detroit e uma figura com proeminência nacional por estar envolvido num importante caso no final dos anos 1970.

Após a reforma em 1989, teve alguns cargos políticos locais e chegou a perder em 2001 as eleições para presidente da câmara de Detroit, cidade que serviu durante mais de 40 anos.

O QUE É FEITO DOS ATORES DE "O CAÇA-POLÍCIAS".

 

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.