"Resident Evil: Capítulo Final" era o adeus no cinema? Nem pensar.

Hollywood prepara-se para recomeçar tudo outra vez, confirmou à Variety um alto responsável da Constantin Film, a produtora alemã que tem os direitos da saga e produziu os seis filmes à volta dos videojogos.

Não existem detalhes de elenco, realizador ou como o novo projeto vai encaixar na narrativa que andou à volta de Milla Jovovich entre 2002 e 2017.

A decisão não é surpreendente: apesar de "Resident Evil: Capítulo Final" concluir, supostamente, o envolvimento tanto da atriz como do realizador e produtor Paul W.S. Anderson, o filme custou 40 milhões de dólares e rendeu 312 em todo o mundo. E 160 foram da China, um mercado cada vez mais determinante na altura de aprovar novos projetos.

De facto, os seis filmes renderam ao todo 1,2 mil milhões de dólares, sendo a saga independente de terror mais lucrativa produzida na Europa, para já não falar nas adaptações de videojogos, onde o cinema tem mais casos de fracassos do que de sucessos.

Paul W.S. Anderson, que realizou quatro dos seis filmes, está agora precisamente a preparar "Monster Hunter", outra adaptação ao cinema baseada num videojogo.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.