Jennifer Grey garante que Patrick Swayze, falecido em 2009, não vai ser substituído por outro ator na sequela de “Dirty Dancing – Dança Comigo”.

O novo filme está a ser escrito em grande secretismo e além de voltar a ser a protagonista, a atriz tem uma palavra a dizer na parte criativa como produtora executiva.

"Tudo o que posso dizer é que ninguém que tenha falecido vai ser substituído - nunca se tenta repetir nada que é assim mágico. Apenas se vai numa direção diferente", prometeu à revista People.

No filme de 1987, realizado por Emile Ardolino, Grey interpretava uma jovem de 17 anos que se apaixonava pelo dançarino principal do resort onde a família ia passar as férias de Verão, encarnado por Swayze.

A fita foi um sucesso colossal (faturou mais de 200 milhões de dólares nas bilheteiras com um orçamento de cerca de cinco) e marcou a geração de adolescentes da altura.

O tema “(I’ve had) The Time of My Life” conquistou o Óscar e o Globo de Ouro de Melhor Canção, o álbum da banda sonora atingiu dupla platina e “Dirty Dancing” acabou por ser o primeiro filme de sempre a vender mais de um milhão de cassetes de vídeo.

O impacto chega aos nossos dias, o que a atriz justifica por se tratar de um filme "muito genuíno e simples".

A história da sequela vai decorrer cerca de 30 anos após o primeiro "Dirty Dancing", que se passava em 1963.

Na realização estará Jonathan Levine, conhecido pelos filmes "Sangue Quente" (2015), "A Última Noitada" (2015) e "Seduz-me Se És Capaz" (2019).

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.