O anúncio serviu de resposta a notícias que sugeriam que o filme, prometido no ano passado para 2015, teria que ser adiado para o ano seguinte. «Estamos muito entusiasmados por poder divulgar a data oficial de lançamento para «Star Wars: Episódio VII», que não só servirá de âncora à popular temporada natalícia cinematográfica como também dará à nossa extraordinária equipa o tempo necessário para concretizar um filme extraordinário», afirmou Alan Horn, presidente dos estúdios Walt Disney, que no ano passado compraram a Lucasfilm, a empresa de George Lucas, criador de «Star Wars».

A rodagem tem arranque previsto para a próxima primavera nos estúdios Pinewood, nos arredores de Londres, acrescentou a Disney em comunicado, destacando que a fase de pré-produção está «a pleno vapor». Todos os seis filmes anteriores de «Star Wars» - que tiveram sempre estreia em maio nos Estados Unidos - incluíram a produção em estúdios britânicos, entre eles Elstree, Shepperton, Leavesden, Ealing e Pinewood. Lucas, que lançou a saga em 1977 e dirigiu quatro dos seis filmes até agora, trabalhará como consultor criativo em pelo menos três novas fitas, que devem ser lançadas a cada dois ou três anos.

A nova película será realizada por J.J. Abrams ( «Missão: Impossível III», «Star Trek») a partir de um argumento de Abrams e Lawrence Kasdan, cujo currículo inclui «O Império Contra-Ataca» e «O Regresso de Jedi». Michael Arndt, o argumentista inicialmente escolhido, saiu recentemente do projeto. A banda sonora voltará a ser do veterano John Williams, enquanto Abrams, a presidente do Lucasfilm, Kathleen Kennedy, e Bryan Burk serão os produtores.

O primeiro episódio da saga «Star Wars» foi lançado em 1977 e a ele se seguiram duas trilogias: três filmes entre 1977 e 1983 e outras três de 1999 a 2005. Em todo o mundo, os filmes faturaram cerca de 4,4 mil milhões de dólares nos últimos 35 anos.