Indiana Jones não vai chegar às salas de cinema de tudo o mundo por volta de 10 de julho de 2020.

O quinto filme da saga vai falhar a data de estreia e também a rodagem que era suposto começar em abril de 2019, deram conta fontes próximas do projeto à Variety, que acrescenta que os potenciais membros da equipa técnica que iam estar envolvidos já foram avisados do atraso.

A data para o início da rodagem na Grã-Bretanha tinha sido confirmada pelo próprio Steven Spielberg na cerimónia de prémios da revista britânica Empire em março.

Tanto o realizador como Harrison Ford continuam comprometidos, apesar do primeiro ter a agenda sobrecarregada com vários projetos, e a Disney ainda não retirou o filme do seu mapa de estreias, mas a Variety sabe que o início da rodagem vai ser adiado alguns meses e até se fala num ano.

Parte do problema parece ser que ainda não se chegou a uma versão final do argumento. O Collider adiantou na quinta-feira que foi pedida uma nova versão a Jonathan Kasdan, filho de Lawrence Kasdan, que escreveu "Os Salteadores da Arca Perdida" (1981).

Sempre com Harrison Ford, a saga inclui as sequelas "Indiana Jones e o Templo Perdido" (1984), "Indiana Jones e a Grande Cruzada" (1989) e "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal" (2008). O adiamento significa que irá interpretar o arqueólogo mais famoso do mundo do cinema aos 76 ou 77 anos.

Em entrevista ao jornal britânico The Sun, em Maio, Spielberg disse que tem a certeza que o quinto filme será o último com Harrison Ford, mas que tem a certeza que a saga irá certamente continuar depois disso.

A Disney ficou com os direitos da personagem quando comprou a Lucasfilm em 2012 e pretende rentabilizar tal como fez com "Star Wars".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.