Uma das cenas mais importantes de "Star Wars: Episódio IX - A Ascensão de Skywalker" teve várias versões antes de ficar a que vemos nas salas.

Sem surpresa, é uma das que mais tem dividido os fãs do último filme desta nova trilogia.

[ARTIGO COM AVISO DE SPOILER]

Resgatado ao Lado Negro da Força após renunciar à sua identidade como Kylo Ren, Ben Solo (Adam Driver) transfere a Força que lhe resta para ressuscitar Rey (Daisy Ridley), que morrera no confronto em que derrota o imperador Palpatine.

A seguir, o par abraça-se e beija-se, um momento bastante discutido entre os fãs e não só: a decisão de mantê-lo foi tomada já na fase final, quando os responsáveis sentiram que fazia sentido no contexto do resto do filme.

"Star Wars": ator John Boyega goza com história romântica da nova trilogia
"Star Wars": ator John Boyega goza com história romântica da nova trilogia
Ver artigo

Maryann Brandon, a responsável pela montagem, disse ao HuffPost que existiram bastantes trocas de opiniões internas sobre se o momento devia sequer acontecer.

Por isso, preparou várias versões de cada uma das opções: "devem beijar-se" e "não devem beijar-se".

"Disse sempre 'O filme vai dizer-nos se eles devem beijar-se ou não. Saberemos quando chegarmos ao final do processo se isso deve acontecer. E senti que devia e o [realizador J.J. Abrams] concordou comigo, tal como outras pessoas que viram o filme", explicou.

"Percebo que não é para todos os gostos. Sei que haverá pessoas que desejavam que não acontecesse, mas este é filme nunca iria agradar a toda a gente, e acho que as reações das críticas refletem isso. As coisas que certas pessoas adoram outras detestaram. E esse é o fenómeno 'Star Wars'", destacou.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.