É um dos rostos mais familiares do jornalismo de cinema nas últimas décadas em Portugal, tendo entrevistado incontáveis estrelas internacionais, para a imprensa escrita e televisão.

Muito ativo em várias áreas, Rui Pedro Tendinha é o autor do programa televisivo Cinetendinha, criador do Cinetendinha.pt, onde também tem publicado sugestões suas e de convidados de filmes para ver na quarentena, membro da FIPRESCI – Federação Internacional de Críticos de Cinema, comissário do Ymotion- Festival de Cinema Jovem de Famalicão, e realizador de documentários, como “Brecht – Livre Acesso”, um olhar sobre a peça "O Senhor Puntila e o seu Criado Matti", levada a palco no Teatro Aberto, com imagem de Abel Rosa, e som e montagem de João Luz, que pode ser visto aqui, e “Os Talentos de Diamantino”, em redor do fenómeno do filme de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, que pode ser visto aqui.

Nas desafio das 10 escolhas para ver em casa, apostou essencialmente no cinema recente e inédito que pode agora ver no sofá lá de casa.

As escolhas de Rui Pedro Tendinha

“Quarto 212”

Rui Pedro Tendinha: “Trunfo grande, a Filmin conseguir estrear o novo Honoré, o filme que deu a Chiara Mastroianni o prémio de melhor atriz em Cannes no Un Certain Regard. Uma obra de dor de corno pintada com tonalidades cinéfilas e que se torna num imenso festim cinéfilo."

Onde: Disponível na Filmin a partir de dia 24 em colaboração com a Leopardo Filmes, que tinha previsto estreá-lo nos cinemas a 19 de março, altura em que já estavam fechados por causa da COVID-19. Nesta comédia de Christophe Honoré, Chiara Mastroianni é Maria, que após 20 anos de casamento, decide ir embora e muda-se para o quarto 212 do hotel em frente à sua casa, de onde consegue escrutinar o seu apartamento, o seu marido, o seu casamento, e questiona-se se terá tomado a decisão certa. No elenco estão ainda Benjamin Biolay, Camille Cottin, Carole Bouquet e um jovem em clara ascensão no cinema francês, Vincent Lacoste.

“Monos”

Rui Pedro Tendinha: “Julianne Nicholson é uma mulher sequestrada por um grupo de rebeldes numa montanha algures na Colômbia. 'Monos', revelado em Sundance 2019, é o imenso cartão de visita de Alejandro Landes, cineasta que filma o medo da mesma maneira que Terrence Malick filma o invisível. 'Monos' é uma mistura bombástica de 'Deliverance' com 'Apocalypse Now!'.”

Onde: Está disponível no MEO Videoclube e na Filmin. 'Monos' é a segunda longa-metragem do realizador colombiano, oito anos após ganhar vários prémios com "Porfirio".

"Uma Nova Vida"

Rui Pedro Tendinha: “Neste momento de ouro de Ethan Hawke, encontramo-lo como ex-recluso a aprender a viver em sociedade neste 'Adopt a Highway', realizado com torpor naturalista por Logan Marshall-Green, um dos atores de culto em Hollywood. Bela surpresa...”

Onde: Está disponível na Rakuten TV e em Blu-Ray na Amazon. É a estreia como realizador de Logan Marshall-Green, que vimos como ator em "O Demónio", "Prometheus", "The Invitation" e na sensação de culto "Upgrade". Ethan Hawke é um ex-presidiário que acaba de ser libertado após cumprir uma sentença de 20 anos por um crime pequeno à procura de um sentido para a sua vida num mundo moderno que desconhece quando encontra um bebé abandonado numa lixeira.

“The Outsider”

Rui Pedro Tendinha: “Foi a melhor série que vi nos últimos anos. Há muito que não tinha tanto medo, a cortesia é de Stephen King e da excelência do Richard Price. Melhor só mesmo o 'I Know This Much is True', que estreia apenas em Maio e onde o Derek Cianfrance consegue literalmente reinventar o peso do 'close-up' em televisão!.”

Onde: Disponível na HBO Portugal. A minissérie de dez episódios sobre a investigação do assassinato de uma criança por parte de um polícia veterano e um investigador pouco ortodoxo junta no elenco Ben Mendelsohn, Bill Camp, Jeremy Bobb, Julianne Nicholson, Mare Winningham, Paddy Considine, Jason Bateman e Cynthia Erivo.

“A Escola da Vida”

Rui Pedro Tendinha: “Depois de 'Passo a Passo', a mesma equipa regressa à escola e dá-nos um conto realista sobre o que é estar num liceu problemático de Saint Dennis, em Paris. E o melhor elogio que se pode fazer a esta obra de Medhi Idir e do músico e poeta Grand Corps Malade é que nos sentimos mesmo na sala de aula. 'La Vie Scolaire' não quer ser o novo 'A Turma' e só isso já é um gesto de inteligência..."

Onde: Disponível na Netflix. É o segundo filme da dupla Medhi Idir e Grand Corps Malade, que causou sensação com "Passo a Passo", uma comédia dramática que passou nos cinemas portugueses em março de 2018 sobre um grupo de pessoas com deficiências motoras num centro de reabilitação.

"La Trinchera Infinita"

Rui Pedro Tendinha: “Os tipos que tinham trazido 'Handia' apresentam agora este imenso pesadelo sobre estar isolado numa casa durante 30 anos. Antonio de La Torre é genial como um mártir dos tempos do franquismo num filme tão inquietante como claustrofóbico. Já o tinha descoberto quando venceu a Concha de Prata em S.Sebástian e faz todo o sentido nesta quarentena....“

Onde: Disponível na Netflix. Inspirado numa história verídica, o filme foi nomeado para 15 prémios Goya e recebeu dois na cerimónia em janeiro, para o som e o trabalho como protagonista da atriz Belén Cuesta.

"Years and Years"

Rui Pedro Tendinha: “Só agora vi esta distopia britânica com o Rory Kinnear e a Emma Thompson. Em tempos de pandemia global assusta muito porque pensamos mesmo que nada 'vai ficar bem'. Pode não ser uma série perfeita, mas é a prova que a ficção televisiva britânica consegue ter sempre o 'ar dos tempos'....”

Onde: Disponível na HBO Portugal. Produção conjunta do canal por cabo americano e da estação britânica BBC, esta minisérie de seis episódios foi criada e escrita por Russell T. Davies, conhecido pela versão original da série "Queer as Folk" e a minissérie "The Second Coming" antes de recuperar com sucesso a mítica "Dr. Who", primeiro com Christopher Eccleston e depois com David Tennant.

"Crip Camp - Uma Revolução na Inclusão"

Rui Pedro Tendinha: “O tal documentário produzido pelo casal Obama. Um olhar sobre um campo de férias que se tornou num símbolo de revolta dos deficientes americanos. Para provar que o cinema documental americano também sabe ter coração.”

Onde: Disponível na Netflix. É um documentário deste ano da Higher Ground Productions, produtora formada por Barack e Michelle Obama num acordo exclusivo com a plataforma que já rendeu um Óscar na última cerimónia pelo primeiro trabalho, "American Factory", do mesmo género.

“Os Willoughby”

Rui Pedro Tendinha: “Pode não estar ao nível da animação anterior da Netflix, 'Klaus', mas Kris Pearn assina uma belíssima animação capaz de repensar os códigos de humor infantis, neste caso com um sarcasmo movido pela voz (e génio) de Ricky Gervais. A Pixar que se cuide..."

Onde: Disponível na Netflix. É a nova aposta da plataforma no mundo da animação, uma produção da BRON Animation, em Vancouver, com argumento e realização de Kris Pearn ("Chovem Almôndegas 2"). A história anda à volta do amadurecimento de quatro crianças que, em vez de fugirem de casa, enganam os seus pais para que eles saiam.

“Mosquito”

Rui Pedro Tendinha: “O filme português que viu a sua carreira nas salas a ser interrompida devido ao Coronavírus não merece ser ignorado. João Nuno Pinto filma a Primeira Guerra Mundial em África com uma câmara nervosa e denunciante de um colonialismo vergonhoso. Tem também três presenças bem recomendáveis: o protagonista João Nunes Monteiro (a provar que o que tinha feito nas curtas-metragens anteriores não era à toa), o falecido Filipe Duarte, majestoso nas poucas sequências em que aparece, e Camané, num verdadeiro “cameo” para meter respeito...”

Onde: Disponível na Filmin. Estreou nos cinemas a 5 de março e ficou duas semanas em exibição até à interrupção ditada pela pandemia. A história decorre em Moçambique em 1917 e João Nuno Pinto é Zacarias, um jovem sedento por viver grandes aventuras heróicas na guerra que se vê deixado para trás pelo pelotão e começa uma longa odisseia mato adentro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.