Melhor Filme, Melhor Realizador (
Jacques Audiard), Melhor Actor (
Tahar Rahim), Melhor Actor Secundário (
Niels Arestrup), Melhor Argumento Original, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Direcção Artística e Actor Mais Promissor (
Tahar Rahim) foram os galardões conquistados pelo filme
«Um Profeta» na 35ª cerimónia de entrega dos Césares, os mais importantes galardões do cinema francês. Desta forma, Audiard consegue bater a performance espectacular do seu filme anterior,
«De Tanto Bater Meu Coração Parou», que em 2006 tinha ganho oito troféus.

O filme, sobre a evolução e sobrevivência de um jovem árabe numa prisão francesa, bateu em quase toda a linha contendores como
«As Ervas Daninhas»,
«O Dia da Saia» e
«Welcome - Bem-vindo». No capítulo da interpretação sobraram as categorias femininas, com o troféu de Melhor Actriz a ser conquistado por
Isabelle Adjani em
«O Dia da Saia», o de Melhor Actriz Secundária a ir ter às mãos de
Emmanuelle Devos por
«A l'Origine» e o de Actriz Mais promissora a ser recebido por
Mélanie Thierry por
«Le Dernier pour la Route».

Nas restantes categorias,
«Uns Belos Rapazes» ganhou o César de Melhor Primeiro Filme,
«Coco Avant Chanel» o de Melhor Guarda-Roupa,
«Mademoiselle Chambon» o de Melhor Argumento Adaptado e
«Le Concert» os de Melhor Banda Sonora Original e Melhor Som.

«L'Enfer d'Henri-Georges Clozout» ganhou o troféu de Melhor Documentário,
«C'est Gratuit pour Les Filles» o de Melhor Curta-Metragem e
«Gran Torino», de
Clint Eastwood, bateu
«O Laço Branco» e
«Avatar» como Melhor Filme Estrangeiro.

Harrison Ford recebeu o prémio de carreira das mãos de
Sigourney Weaver.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.