A carreira a solo de Kele Okereke, que tem ocupado bastante tempo ao cantor, terá sido o principal motivo desta decisão. “O Kele tem estado ocupado com a carreira solo e parece que vai continuar”, contou Lissack, realçando que o baixista Gordon Moakes e o baterista Matt Tong pretendiam “continuar a fazer música”.

“Pensámos numa cena instrumental mas agora talvez procuremos um vocalista para pormos música cá fora e darmos concertos”, continuou.

Sobre a relação com Kele Okereke, Russel Lissack garantiu que apesar de não falarem “há meses”, não existe, entre eles, qualquer problema: “Não falo com o Kele há alguns meses, acho que desde os festivais, quando eu estava a trabalhar com os Ash. Mas não há vibrações negativas entre nós”.

Recorde-se que na semana passada Kele admitiu recear ter sido dispensado da banda, uma vez que esta teria entrado em estúdio sem lhe comunicar.

“Há cerca de três semanas, eu estava a almoçar na 8ª Avenida e vi passar uma pessoa cujo corte de cabelo me pareceu familiar. Era o Russel. Chamei-o mas ele não me viu, então segui-o até ver o Matt e o Gordon no exterior de uma sala de ensaios. Eles acabaram por entrar. Espero não ter sido despedido. Não sei o que se passa porque não temos falado recentemente e tenho receio de perguntar”, contou, na altura.

Sara Novais

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.