«Após ter sofrido um novo AVC, Cesária Evora, foi hospitalizada sexta-feira às 13:00 de Paris [12:00 de Lisboa], no Pitie-Salpetriere», disse à Lusa fonte da promotora.

A mesma fonte adiantou que «o diagnóstico clínico [de Cesária Évora] é ainda reservado».

Sexta-feira antes de ser internada a promotora Tumbao que representa Cesária Évora, anunciou que «a cantora decidiu, em acordo com o seu produtor e manager, José da Silva, que iria pôr termo definitivamente à sua carreira».

A mesma fonte contou à Lusa que «apesar da tristeza de Cesária [Évora], que não queria abandonar os palcos», por conselho médico viu-se forçada a tal.

Cesária Évora nasceu no Mindelo a 27 de agosto de 1941 e é considerada a «embaixadora da morna», música que transmite a melancolia das ilhas cabo-verdianas, tendo já editado 24 discos, entre originais, espetáculos ao vivo e parcerias com outros artistas de vários países, como Caetano Veloso ou Marisa Monte.

A 10 de maio do ano passado, Cesária Évora foi submetida a uma cirurgia de urgência ao coração, também em França, onde permaneceu um mês em recuperação. A 16 de junho desse ano, a «diva dos pés descalços» como é referenciada pela imprensa francesa, regressou à cidade onde nasceu para «descansar» e para que os cabo-verdianos vissem que estava bem, disse na altura à Lusa.

Pouco tempo depois, tornaria a cantar com os seus músicos habituais e a preparar um novo disco de originais. Este trabalho não tem data certa para sair, «talvez em 2012» – referiu a cantora declarações à Lusa no mês passado.

Videoclip de «Sodade» ao vivo em Paris, um dos temas mais emblemáticos da cantora

SAPO/Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.