Pedro Rocha Santos, presidente do JACC, disse à agência Lusa que "manter este projeto durante sete anos foi uma luta inglória", devido à falta de apoios para uma revista deste género, a única editada em Portugal totalmente dedicada ao jazz.

"Andamos a adiar, mas não há volta a dar", sublinhou o dirigente e músico, lamentando que, ao longo destes anos, nunca tenha sido possível reunir "apoios para um projeto desta natureza", em particular da Direção Geral do Livro e das Bibliotecas.

O número de setembro/outubro da revista jazz.pt, que tinha circulação nacional e uma tiragem de três mil exemplares, já não chega às bancas.

O presidente do JACC considera que "áreas de nicho, como é o nosso caso, vivem um conjunto de dificuldades e especificidades, a começar pelos canais de distribuição nacional".

"Defendo que o Estado e [a Secretaria de Estado da] Cultura já deveriam ter promovido uma estrutura de distribuição de títulos culturais alternativos. Se o tivessem feito, muitas revistas não tinham terminado", lamentou.

O JACC refere que a "atual situação económica e a mudança de paradigma no mundo da comunicação, com impacto redobrado nas publicações especializadas, foi tornando cada vez mais difícil que uma associação cultural sem fins lucrativos, como é o Jazz ao Centro Clube, pudesse dar continuidade a este projeto editorial".

De acordo com Pedro Rocha Santos, cada revista representava um custo de 10 mil euros por edição.

No entanto, o músico ainda alimenta algumas esperanças de, no futuro, ser possível retomar a edição da revista em papel.

"Não terminámos de vez, é uma suspensão por tempo indeterminado, pois há sempre a esperança de um dia retomarmos a publicação em papel", sublinhou.

Para já, adiantou Rocha Santos, em janeiro de 2013 vai arrancar a edição em formato digital na Internet.

@SAPO com Lusa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.