Os últimos dois anos viraram a Deolinda (ou os Deolinda) do avesso. Sorrateiramente, em 2007, o primeiro tema saiu numa compilação de novos talentos e, no ano seguinte, o primeiro álbum foi lançado. A partir daí o público foi justo ao reconhecer o talento desta nova «voz» da música portuguesa e, em apenas dois, os Deolinda deixaram de ser a banda pequena e humilde para passar a ser uma banda ainda humilde mas reconhecida. Mesmo no exterior, com o prémio Revelação atríbuido pela revista inglesa de world music, Songlines.

Com o novo álbum, «Dois Selos e um Carimbo», Ana Bacalhau e companheiros regressaram em força. O primeiro single «Um contra o Outro» seguia a máxima de que «em equipa que se ganha não se mexe» e serviu de saudável aperitivo para o novo disco. Mas, escutando com atenção as novas canções, percebe-se que estes dois anos amadureceram a Deolinda. Mas sem que tenha ficado velha...

O bom humor mantém-se nas letras e nas melodias, as histórias continuam a cativar quem as ouve e quem bate o pé ao seu ritmo. Mas a espaços, a Deolinda ingénua de «Canção ao Lado», o primeiro disco, revela-se agora mais forte e adulta.

O concerto no CCB, em Lisboa, serve para apresentar o disco que tem pouco mais de um mês. Mas provavelmente muitos já saberão algumas musicas de cor e quem já assistiu a outros concertos dos Deolinda sabe que cada espectáculo é um momento especial.

Local: Centro Cultural de Belém, Lisboa
Data: Terça-feira, 8 de Junho
Início: 21h
Entrada: 10€ - 25 €

Texto: Frederico Batista

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.