Cerca de 800 mil unidades foram vendidas desde o início de 2014, superando as 780 mil vendidas em 2013.

Se esta tendência for mantida até dezembro, as vendas podem passar de um milhão de exemplares, o melhor resultado anual desde 1996, quando 1.083.206 vinis foram vendidos. O vinil mais vendido daquele ano foi "The Score", do trio de hip hop norte-americano The Fugees.

Em 2014, o álbum "AM", dos Arctic Monkeys, que já tinha registado as melhores vendas do ano passado, manteve o primeiro lugar. O grupo também está na décima posição, com o álbum de estreia "Whatever People Say I Am That's What I'm Not".

O segundo lugar ficou com "Lazaretto", de Jack White, enquanto "Definitely Maybe", dos Oasis, levou o bronze.

Os Led Zeppelin ocupam três dos dez primeiros lugares do ranking com os álbuns "Led Zeppelin" (5º), "Led Zeppelin III" (7º) e "Led Zeppelin II" (9º).

"Os discos de vinil podem ter sido considerados subprodutos de uma época superada, mas, na verdade, representam um formato em expansão que faz um verdadeiro regresso em plena era digital", declarou Lynne McDowell, a porta-voz do BPI, que representa a indústria musical britânica.

"Num mundo cada vez mais digital, parece que os amantes da música ainda procuram um produto tangível com desenhos originais, de alta qualidade de áudio e um som puro", acrescentou.

@AFP

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.