Muitas orquestras ocidentais boicotaram no ano passado o maestro de 70 anos por este não se posicionar contra a invasão da Ucrânia em fevereiro de 2022.

Valery Gerguiev, que também é diretor do Teatro Mariinski, em São Petersburgo, cidade onde Vladimir Putin se iniciou na política no começo dos anos 1990, dirigirá agora os dois principais palcos do país.

Em março de 2022, Putin sugeriu fundir a direção dos dois prestigiados teatros, como costumava acontecer antes da Revolução de 1917.

A proximidade de Gerguiev com o chefe do Kremlin, especialmente durante a anexação da Crimeia em 2014, já lhe valeu várias polémicas.

Em março de 2022, a Orquestra Filarmónica de Munique decidiu demiti-lo por não ter denunciado o ataque à Ucrânia. Várias orquestras e festivais na Europa e nos Estados Unidos também cancelaram os seus compromissos com o músico.

Valery Gerguiev substitui no Bolshoi Vladimir Urin, que assinou uma carta aberta no início da ofensiva, na qual artistas e atores pediam "a todas as partes" que cessassem os combates.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.