Segundo o “Daily Telegraph”, Tyson declarou: “Quero dançar e cantar. Quero fazer musicais”.

O lutador que se costumava autointitular como o “pior homem do planeta” insiste agora que já não é bem assim: “Não tenho o desejo de ser essa pessoa novamente. Sempre foi o gajo mau que queria ser bom, mas não sabia como podia ser uma boa pessoa. Estava sempre tão concentrado em ser mau. Sinto-me feliz por me ter transformado nessa pessoa, ser um adulto responsável. Para um tipo como eu isto é muito corajoso”.

O ex-desportista gastou milhões em álcool e drogas com o passar dos anos mas afirma que para ele o boxe não tinha a ver com o dinheiro: “Eu não queria saber do meu negócio. Eu apenas me interessava na glória. Não podes comprar isso… Eu era o melhor lutador do mundo. Ninguém me conseguia vencer com dinheiro no meu apogeu, era precisa ser melhor lutador que eu e não havia ninguém".

Paulo Costa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.