Desde dezembro de 2006, o Musicbox foi palco de “milhares de concertos, alguns festivais e eventos muito especiais”. Para o programador deste espaço, Alex Cortez, fazer um balanço dos últimos cinco anos “não é muito fácil”.

“No fundo sentimos que cumprimos uma função à qual nos tínhamos proposto, que era a criação de um programa intensivo de espetáculos e de atividades culturais dentro do nosso clube”, disse o também músico em declarações à agência Lusa.

Entre os muitos eventos realizados, Alex Cortez, destacou alguns “de referência”, como o Lisboa Capital República Popular, uma série de concertos que se realiza desde 2009 em torno dos ideais de Abril adaptados ao atual cenário português, o Festival Silêncio, que teve início também em 2009, e a programação especial de aniversário, que os proprietários do Musicbox tentam que “seja sempre marcante”.

Tudo somado, Alex Cortez faz um balanço “extremamente positivo” dos cinco anos de funcionamento da sala do Cais do Sodré. De ano para ano “tem havido sempre um acréscimo de público”, algo que Alex Cortez acredita dever-se à “qualidade dos artistas”, mas também à comunicação feita pela sala de espetáculos. “Tem sido um fator termos criado um laço muito forte com o nosso público através da comunicação”, disse.

As comemorações do quinto aniversário arrancam na quarta-feira com um concerto de jazz da britânica Zara McFarlane. Seguem-se atuações do DJ britânico Gilles Peterson e do português Mike Stellar. Nesse dia, explicou Alex Cortez, entre as 22:00 e 00:00 a entrada é só por convite, depois, até às 02:00, quem quiser passar pelo Musicbox e não pagar bilhete deve inscrever-se na página da rede social Facebook daquela sala de espetáculos. Depois das 02:00 paga-se bilhete.

Na quinta-feira, a noite começa com uma seleção de filmes do festival In Shadow, que decorre no Teatro São Luiz. À meia-noite atuam os norte-americanos The Stepkids e depois a música fica a cargo do DJ Tiago Santos. A entrada é livre.

Para o terceiro dia de festa, sexta-feira, está marcado o concerto do projeto Totally Enormous Extinct Dinosaurs, do britânico Orlando Higginbottom. Segue-se uma festa da PANIC! com Discotexas Live, Xinobi, BMX e Tha Lovely Bastards. Esta noite é paga.

No sábado, mais uma noite de entrada livre, com um concerto da portuguesa Rita Braga e convidados, a exibição de um resumo do festival In Shadow e a atuação do DJ Fabrizio, vencedor de um concurso promovido este ano pelo Musicbox.

Em 2012, os bilhetes das atividades culturais passarão a ser taxados com IVA a 13 por cento, mas os responsáveis pelo Musicbox ainda não decidiram se tal irá reflectir-se no preço a pagar pelo público. “Ainda não decidimos se vamos aumentar o preço dos bilhetes ou não, mas de qualquer das formas é uma situação complicada para todos. Vamos tentar combater isso o mais possível, com mais trabalho e mais dedicação e melhor programação, se possível”, disse Alex Cortez. O programador considera a medida do Governo “um erro tremendo do ponto de vista da cultura deste país e não só”. “É uma machadada em muitos promotores, em muitos artistas, ainda por cima sabendo nós que esta crise já vem a afetar bastante este setor, esta indústria. Vejo o futuro muito negro para este sector”, defendeu.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.