De acordo com a imprensa norte-americana, Quincy Jones exigiu na sexta-feira 110 milhões de dólares (cerca de 80 milhões de euros) aos herdeiros do “rei da pop” em contrapartida pelos “danos sofridos”.

A imprensa noticia igualmente que, segundo o produtor musical, os gestores do património “modificaram” parte da música que Jones produziu para Jackson, privando-o assim de receber pelos direitos de autor.

Jones acusa também os gestores de património de Jackson, e a discográfica Sony, de terem rompido um acordo que “lhe outorgava os direitos para remixar gravações originais de Jackson”.

Quincy Jones, que produziu alguns dos grandes êxitos do falecido cantor, como “Off the Wall” e “Thriller”, pretende que um juiz ordene aos gestores de património de Michael Jackson que “apresentem o valor total dos lucros”, o que permitirá determinar o valor que o produtor poderá receber pelos direitos de autor.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.