Em entrevista à “Q”, a baixista e cantora Oliver Sim declarou: “Eu vi-a em Glastonbury [festival] e posso ter vertido uma lágrima. Escrever uma música para ela, esse é o sonho. A Beyoncé é muito especial. Eu acho que ela é importante. Acho que aquela coisa super-pop que supostamente morreu com Michael Jackson ainda está lá, dentro dela”.

Aparentemente, quando Oliver e os restantes membros da banda foram jantar com Beyoncé e o seu marido, o rapper Jay-Z, ficaram em estado de choque, ao ponto de não conseguirem pensar no que deveriam dizer: “Fomos todos jantar. É possível ter estado lá um marido dela. Eu sempre tive uma série de coisas que lhe queria dizer e engasguei-me completamente”.

Paulo Costa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.