Muitos fãs aplaudiram-na e lançaram flores sobre o carro fúnebre que levava o caixão da cantora, enquanto outro veículo com bandeiras LGBTQ+ tocava as suas músicas.

"Era tão rebelde e inspiradora, e minha mãe odiava que ouvisse a sua música", disse Ruth O'Shea, que assistiu à última homenagem com as suas duas filhas.

A artista, que faleceu aos 56 anos, alcançou fama mundial em 1990 pela sua interpretação da canção "Nothing Compares 2 U", escrita por Prince.

A sua morte provocou uma onda de homenagens na Irlanda e em todo mundo.

A artista será enterrada numa cerimónia privada. Os seus admiradores tiveram a oportunidade para um "último adeus" durante um cortejo fúnebre na orla de Bray, onde viveu durante 15 anos.

"Sinead, obrigada por nos ouvir e nos responder. Perdão por magoarmos o seu coração", dizia uma mensagem em frente à porta da sua casa.

A frase "EIRE LOVES SINEAD" [Irlanda adora Sinead], em letras brancas de nove metros de altura, foi exposta numa colina perto de Bray.

Além da sua música, a cantora era conhecida pelos seus posicionamentos a favor das mulheres e sua denúncia dos abusos sexuais na Igreja Católica irlandesa.

As razões da sua morte são desconhecidas. No final de julho, a polícia avançou que a sua morte não era considerada "suspeita".

Nos últimos anos, O'Connor expressou-se várias vezes nas redes sociais, ameaçando  os seus ex-sócios com processos judiciais e abordando os seus problemas de saúde física e mental.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.