Numas férias nas Maldivas, Rita Redhoes teve como banda-sonora um disco a condizer: "Calypso Holiday" (1957), do The Norman Luboff Choir, cujas canções nostálgicas e sonhadoras estão directamente ligadas ao imaginário da autora de "Golden Era". Estes e outros álbuns do coro norte-americano foram, aliás, determinantes para o que se ouve em "Lights & Darks", o segundo álbum de Rita Redshoes, revelou-nos a cantora que conversou esta manhã com os utilizadores SAPO.

Além desta pequena relíquia em vinyl, a editora convidada do SAPO Música (e, durante parte da manhã, das notícias do portal SAPO) sugeriu outro disco e um livro. "To Bring You My Love" (1995), de PJ Harvey, foi uma das suas paixões da adolescência e ainda hoje é um dos discos que a acompanha. Mais recente, "Até o Silêncio Tem um Fim" (2011), da colombiana Ingrid Betancourt, tem sido o seu livro de cabeceira e é outro relato - este verídico - de experiências fortes no feminino:

Entrevista e edição @Gonçalo Sá/ Câmara @Edson Vital e Magda Wallmont/ Foto @Susana Almeida

Rita Redshoes sucede a artistas como Maria João, Clã, Zé Pedro, David Fonseca, Peaches, Lloyd Cole, Manel Cruz, Ana Moura e The Legendary Tigerman como editores do SAPO Música. O SAPO Música vai continuar a convidar figuras marcantes das mais diversas áreas do panorama musical português e internacional para que tragam o seu conhecimento e as suas opiniões ao site, enriquecendo-o com a sua experiência e visão do mundo da música.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.