No prefácio do livro, António-Pedro Vasconcelos explica a importância que os livros sempre tiveram e continuam a ter na sua vida.

"A minha primeira paixão foram os livros", afirma o realizador de “Jaime” (1999), e explica as circunstâncias que contribuíram para não se ter tornado escritor.

“Trata-se de um livro útil e oportuno sobre a relação intensa de um homem do cinema com os livros e a escrita”, afirma por seu turno a SPA, que, em maio de 2013, distinguiu António-Pedro Vasconcelos com o Prémio de Consagração de Carreira.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.