Na sua página oficial do Facebook, o escritor Lee Child, cujo nome de nascença é James Grant, anunciou que o irmão Andrew Grant dará continuidade às obras em que a personagem principal é Jack Reacher, um antigo polícia militar norte-americano.

O autor confessa que, durante muito tempo, pensou numa forma de "matar" a personagem, que chegou a ser protagonizada no cinema por Tom Cruise, mas finalmente decidiu que os leitores “querem muitas outras histórias de Reacher”.

Afirmando que está a envelhecer, Lee Child, de 65 anos, diz temer não ser capaz de cumprir a promessa de fazer a personagem viver por muito mais tempo.

Lee Child indica ter escolhido o seu irmão Andrew Grant para cumprir essa promessa, por ser o escritor mais “durão” que leu em muitos anos.

“Partilhamos o mesmo ADN, o mesmo ‘background’, a mesma educação. Ele sou eu há 15 anos, cheio de energia e ideias”, escreveu Lee Child.

O autor indicou que nos próximos tempos ainda trabalharão os dois em conjunto, mas depois Andrew Grant ficará por conta própria.

“Estou empolgado em ler o que ele cria, porque aposto que será ótimo. Se eu sou o Reacher, ele também é. Talvez mais ainda”, escreveu Lee Child.

A imprensa britânica adianta ainda que Lee Child terá feito apenas uma exigência ao irmão Andrew Grant: que passasse a usar o sobrenome Child.

Aliás, na página do Facebook, é anunciado que o 25.º livro Jack Reacher – “The Sentinel” - será escrito por Lee Child e Andrew Child, com publicação prevista para outubro deste ano.

“Killing Floor” foi o primeiro romance de Lee Child e o que deu a conhecer Jack Reacher, um herói desprendido e antigo polícia militar. Vários volumes estão publicados em Portugal.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.