A plataforma (gigsemcasa.com) é uma iniciativa da promotora Amazing Events, com produção do espaço RCA, em Lisboa, onde os concertos irão decorrer, sem público, mas “sob todas as condições de segurança e higiene”, refere em comunicado.

“Embora se queira voltar a viver normalmente, ninguém sabe dizer quando teremos o prazer de voltar a visitar uma sala de espetáculos. Por isso, há que tentar reinventar os hábitos e é nesse contexto que surge a Gigs em Casa”, explica a promotora.

Segundo a Amazing Events, “todos os artistas, técnicos e intervenientes no espetáculo serão pagos, de forma a reativar desde já, uma parte de uma área de atividade, tão afetada” pela pandemia da doença COVID-19.

O objetivo é que todos eles “consigam manter alguns dos seus rendimentos recorrendo aos meios digitais disponíveis”.

O primeiro concerto, gratuito, será dos Peste & Sida na sexta-feira, estando já marcado outro, de Freddie Locks, no dia 08.

Segundo a promotora, estes concertos serão de acesso livre, mas haverá outros com bilhete pago, “com valores sempre bastante baixos”, mediante o fornecimento de um código de acesso à plataforma.

“Embora se queira voltar a viver normalmente, ninguém sabe dizer quando teremos o prazer de voltar a visitar uma sala de espetáculos. Por isso, há que tentar reinventar os hábitos e é nesse contexto que surge a Gigs em Casa”, explica a promotora.

A plataforma é lançada dias antes de terminar o estado de emergência em Portugal, em vigor desde 19 de março para conter a pandemia da COVID-19 e que levou ao encerramento de praticamente todo o setor cultural.

De acordo com o Governo a retoma da atividade económica será faseada e progressiva durante o mês de maio, mas não se sabe ainda quando é que os equipamentos culturais poderão reabrir e quais as regras para organização de eventos com público.

Em março, foi lançada outra plataforma - Play It Safe – pela promotora Gig Club em parceria com a editora Omnichord Records, que disponibiliza concertos de artistas portugueses, a partir de casa destes, remunerados pelo público que assistir.

Em moldes semelhantes, na semana passada arrancou o “Música da Casa”, na plataforma Patreon, em que para assistir aos concertos de músicos portugueses é preciso ser membro da página (www.patreon.com/musicadacasa) e pagar uma mensalidade.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.