Dando “uma outra atenção ao teatro e performances”, a 15.ª edição do festival promovido pela FiTiJ – Associação Cultural levará às ruas de Santarém, mas também de outras localidades da região, espetáculos, animação de rua e oficinas artísticas, com passagem obrigatória pelas escolas.

A ligação às escolas é uma das áreas privilegiadas pelo festival, destacando a organização igualmente as iniciativas que se destinam à comunidade regional, presente na vertente FiTiJalém, e das artes na rua, este ano com predomínio do novo circo e do ‘clown’.

Ao longo de seis dias, grupos da Alemanha, Argentina, Dinamarca, Espanha, França e Portugal vão animar o centro histórico de Santarém, com espetáculos de rua que serão igualmente apresentados no populoso bairro periférico de S. Domingo, que recebe este tipo de iniciativas pelo segundo ano, salienta uma nota de divulgação do FiTiJ2019.

A vertente “Criançando”, apontada como “um dos grandes pilares estruturantes do FiTiJ”, terá nesta edição novas oficinas artísticas (Arte Circense, Artes Plásticas, Ciência, Construção de Fantoches, Ser Palhaço, Robótica), novo espaço (Convento S. Francisco) e novos animadores (em parceria com a ETPR - Escola Técnica e Profissional do Ribatejo, a Associação Human’Art e o artista escalabitano Paulo Patrício).

A parceria com a ETPR permitirá ainda promover “práticas educativas, bem como a assistência a espetáculos, em Santarém, de temáticas importantes e atuais para os jovens”.

No alargamento do festival a territórios vizinhos, o FiTiJalém mantém as parcerias com Leiria, Almeirim, Fazendas, Cartaxo e estende a sua intervenção a Alpiarça e Coruche.

Entre a oferta formativa proporcionada pelo festival, conta-se a ação “Em busca do seu próprio Clown”, orientada por Luciano Amarelo, e a “Palestra Intensiva – O Conceito da Atuação Webséries & Filmes”, pelo preparador de atores Luís D’Mohr, em colaboração com a Associação Internacional Luso Brasileira Integração e Cultura.

Os destaques na arte urbana vão para “Holoceno”, uma vídeoinstalação holográfica criada por três jovens artistas de Santarém da área da pintura/arte urbana e do cinema/vídeo, numa residência artística em parceria com a associação FiTiJ a decorrer na Incubadora d’Artes de Santarém.

Outra residência artística envolverá a associação Human’Art, que, em parceria com o FiTiJ e a Waves of Youth, vai produzir o espetáculo “Love Flames”, que encerrará o FiTiJ2019 no dia 12 de outubro, no Jardim da República/Convento S. Francisco.

O evento inclui ainda as exposições “Chapéus Há Muitos”, de chapéus, ‘hatinators’ e ‘fascinators’, de Luís Stoffel, artista de Santarém que apresenta parte da sua coleção de chapéus, depois de ter trabalhado nas produções de Filipe La Féria e também na área da moda, o que lhe mereceu o reconhecimento pela revista Vogue como o melhor 'designer' português na área da chapelaria.

Será ainda apresentada uma exposição sobre “Adereços Teatrais e outras coisas mais – materiais, figurinos adereços etc.”, dos vários grupos artísticos de Santarém, numa parceria com a Associação Comercial e Empresarial de Santarém.

O festival terá várias ‘flashmobs’, apontamentos artísticos que acontecerão de improviso em espaços como o WShopping, a gare rodoviária e transportes públicos, com a participação dos artistas Paulo Patrício (improvisação teatral), Rafaela Melão (acordeão), os grupos Human’ Art e “Ao meu Ritmo”, grupo coral da APPACDM Vale Santarém.

O FiTiJ mantém o seu Fórum, espaço de tertúlia e convívio, para as “conversas cruzadas”, estando agendado para dia 08 de outubro um debate sobre a oferta cultural para os mais novos, que juntará encenadores, educadores, atores.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.