Promovido pela Academia de Produtores Culturais e a Câmara Municipal, o Festival Todos tem por objetivo "afirmar Lisboa como cidade intercultural, destruir guetos territoriais e humanos", e "promover, através da arte contemporânea, o convívio entre culturas, religiões e gerações".

Ao longo das três próximas edições, de 2021 a 2023, o festival terá por lema "acertar o mundo em Santa Clara" e, por palco prioritário, os equipamentos locais, entre as zonas da Ameixoeira e da Charneca, para “celebrar a dimensão intercultural da cidade de Lisboa" nesta freguesia, lê-se no comunicado hoje divulgado.

Este ano, nos dois últimos fins de semana de verão, o festival volta a promover espetáculos de novo circo, teatro, dança, música, arte urbana e gastronomia, numa programação, em parceria com diferentes entidades, que será divulgada posteriormente, de acordo com a organização.

O Festival Todos - Caminhada de Cultura foi criado em 2009 e já passou pelas zonas do Intendente, Mouraria, Martim Moniz, Poço dos Negros, São Bento, Santa Catarina, Colina de Santana e Graça.

No ano passado, a programação teve Santa Engrácia/São Vicente por ponto de partida, mas decorreu igualmente online, por causa da pandemia.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.