A Orquestra passará por três cidades: Porto (Casa da Música, a 6 de setembro), Lisboa (Centro Cultural de Belém, dia 8) e Coimbra (no Convento São Francisco, dia 9). Ainda na capital, no dia 7, a Orquestra fará um concerto ao ar livre, no Jardim da Torre de Belém, dentro da programação do festival Lisboa na Rua, organizado pela Câmara Municipal de Lisboa. Todas as apresentações serão dirigidas pelo maestro Fabio Mechetti, diretor artístico e regente titular da Filarmónica.

Nas três salas de concerto, o repertório contará com obras do compositor português Braga Santos (Abertura Sinfónica nº 3, op. 21), de Villa-Lobos (Choros nº 6 e Bachianas Brasileiras nº 3, sendo esta última com solo do pianista brasileiro Jean-Louis Steuerman) e de Carlos Gomes (O Escravo: Abertura e Alvorada).

O alinhamento do concerto no Jardim da Torre de Belém levará ao festival Lisboa na Rua os ritmos da cultura brasileira, destacando-se a variedade de estilos e as influências de suas raízes na música orquestral feita no país. Serão obras de Alberto Nepomuceno, Eleazar de Carvalho, Francisco Mignone, Gilberto Mendes, Guerra-Peixe, Lorenzo Fernandez e Carlos Gomes, além da mesma peça do português Braga Santos.

“É com grande orgulho que a Filarmónica faz a sua primeira tournée europeia, incluída nas celebrações dos 200 anos da Independência do Brasil. Levaremos ao nosso país-irmão um repertório luso-brasileiro, com obras significativas do melhor da música sinfónica dos dois países e a participação de Jean-Louis Steuerman, um dos nomes mais importantes dentre os pianistas brasileiros. Os concertos, que serão realizados na semana da Independência, em três cidades portuguesas, não só levarão o nome do Brasil e de Minas Gerais à Europa, mas consolidarão o trabalho que a Filarmónica vem fazendo há quase quinze anos, como algo que representa o melhor da cultura brasileira”, avança o maestro Fabio Mechetti.

A digressão da Orquestra Filarmónica de Minas Gerais a Portugal é apresentada pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Ministério do Turismo e Governo de Minas Gerais, com o patrocínio master da Cemig, patrocínio da Apex-Brasil e com o apoio institucional da Câmara Municipal de Lisboa-EGEAC, do Centro Cultural de Belém, da Casa da Música do Porto e da Câmara Municipal-Convento de São Francisco em Coimbra, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A digressão é realizada pelo Instituto Cultural Filarmônica, Embaixada do Brasil em Portugal, Secretaria Estadual de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Governo de Minas Gerais, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo.

Também como parte das comemorações do bicentenário da Independência, a Filarmónica lançará um CD inédito, com obras compostas pelo rei Dom Pedro IV (imperador Dom Pedro I, no Brasil). Este CD integra a série “A música do Brasil”, projeto realizado em parceria com o Itamaraty e o selo internacional Naxos.

Concertos:

Casa da Música - Porto
6 de setembro, às 19h30
Bilhetes: 14 euros

Jardim da Torre de Belém - Lisboa
Quando: 7 de setembro, às 21 horas
Bilhetes: Gratuito

Centro Cultural Belém - Lisboa
8 de setembro, às 21 horas
Bilhetes: 15 euros

Convento São Francisco - Coimbra
9 de setembro, às 19 horas
Bilhetes: 5 euros

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.