Ivete Sangalo provou mais uma vez que, assim como a Torre de Belém, ela também é um monumento de Portugal.

A cantora baiana marcou presença no palco do Rock in Rio Lisboa desde a sua primeira edição, em 2008 (até atuou mais vezes do que edições de festival porque substituiu Ariana Grande, cujo concerto foi cancelado). De lá para cá foram inúmeras histórias e muita cumplicidade com o público lusitano, que também desenvolveu um carinho recíproco e verdadeiro.

Com uma energia sem igual, Ivete conseguiu levantar o público do Rock in Rio Celebration, que praticamente ocupou todos os espaços da Torre de Belém, um dos pontos turísticos mais visitados no mundo.

Trazendo na bagagem vários clássicos da sua trajetória musical, a artista "levantou poeira" ao som de "Tempo de Alegria", "Festa", "Sorte Grande" e "Abalou", tirando cerca de 30 mil pessoas do chão.

VEJA AS FOTOS DO CONCERTO:

Aproveitando o estado de êxtase da multidão, Ivete fez um discurso em prol da diversidade. A cantora foi solidária e chamou a atenção dos seus fãs pedindo respeito às pessoas que querem ser livres para amar.

"Beijem-se à vontade, se abracem, sejam felizes, porque a vida passa e a gente fica se importando com que o outro está pensando, quando, na verdade, o outro que condena, que é intolerante, ele começa intolerante consigo e não compreende o que está dentro dele. Por isso, como ele não é feliz, não quer que o outro seja. Vamos ensinar o intolerante a amar, a saber como amar e ser feliz", disse.

Sem citar nomes, mas fazendo alusão direta ao momento que o Brasil vive atualmente, Ivete também reforçou a importância da liberdade na vida das pessoas.

"Gostoso é quando a gente tem a liberdade de poder demonstrar o nosso afeto a alguém", completou.

A cantora também protagonizou um momento de nostalgia ao recordar a sua primeira atuação no evento, frisando a forte ligação com Portugal e agradecendo ao público e a todos os profissionais que fizeram a 'magia' acontecer.

A sincronia entre o público e a voz de Sangalo transformou o timbre do concerto em um só por várias vezes. Ao lado da sua banda e das suas bailarinas incríveis, Ivete deixou para o fim as canções "Beleza Rara", "Quando a Chuva passar" e "Arere", levando todos ao delírio e encerrando uma data que marcará o calendário dos lisboetas.

Mais uma vez a organização do Rock in Rio Lisboa superou as espectativas, mostrando que é possível criar eventos inesquecíveis para todos os tipos de público.

Agora fica a expectativa da próxima edição do festival, que acontece nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho de 2020 no já conhecido Parque da Bela Vista.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.