A Câmara de Lisboa cedeu um terreno à cantora norte-americana, que necessitava de espaço para estacionar 15 viaturas enquanto decorrem obras na casa que adquiriu. Na sua crónica na revista Visão, Ricardo Araújo Pereira voltou a analisar a cedência do logradouro do Palácio Pombal para estacionamento.

"A minha irritação tem dois grandes responsáveis: Medina e Madonna. É por causa deles que estamos há uma semana a discutir estacionamentos", começa por sublinhar o humorista no texto. "Todas as pequenas necessidades de Madonna, Medina supre. E supre pressuroso. 
Ao mesmo tempo que atravanca o trânsito dos 
outros 500 mil munícipes, resolve os problemas 
de circulação de uma", acrescenta.

Para Ricardo Araújo Pereira, a cantora tem uma imagem a proteger. "Mas esta questão do estacionamento é – não há outra forma de o descrever – pelintrice milionária. Madonna deve dar-se ao respeito. Como mãe de um jogador das camadas jovens do Benfica, tem uma imagem a proteger", graceja.

"Uma estrela pop a sério teria 
comprado os paços do concelho e estacionado os carros no gabinete do Medina", acrescenta.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.