The Legendary Tigerman antecipa as canções de "Misfit" num concerto debaixo da pala do Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações, acompanhado de Paulo Segadães (bateria), João Cabrita (saxofone) e Filipe Rocha (baixo). O formato "one man band" entrou "num longo hiato", como contou à agência Lusa.

Gravado no estúdio Rancho de la Luna, em Joshua Tree, Califórnia, "Misfit" é o mais conceptual dos discos de The Legendary Tigerman, criado a partir de uma viagem aos Estados Unidos, feita com o realizador Pedro Maia e a fotógrafa Rita Lino, e que resultou já num filme, num cine-concerto e que deverá dar origem ainda um livro de fotografia.

"As coisas que eu faço são um bocadinho mais do que música", explicou à agência Lusa, revelando que, depois do álbum "True" (2014), procurou "um som maior, um disco rock n'roll com uma espécie de parede de som".

Nessa demanda, que o obrigou a sair da zona de conforto, contou com a participação de Paulo Segadães e João Cabrita, que o acompanharam nas gravações no Rancho de la Luna e o ajudaram a dar corpo à narrativa sonora de "Misfit".

Naquele estúdio, onde já gravaram nomes como Queens Of The Stone Age, Eagles of Death Metal, Dave Grohl e Kurt Vile, Paulo Furtado contou ainda com "teclados 'vintage', amplificadores e pedais incríveis" e um ambiente, em pleno deserto, que ajudaram a moldar a personalidade de "Misfit".

Até sábado, último dia do SBSR, Paulo Furtado disponibiliza, para audição na plataforma digital Spotify, excertos de todos os temas de "Misfit", acompanhados de comentários.

"Neste momento em que as pessoas estão a ouvir música de uma maneira um bocadinho mais rápida e menos profunda, senti uma necessidade bastante grande de aprofundar as coisas para quem queira perder tempo neste universo, a criar profundidade que vai para além do disco, dos singles", disse.

"Misfit" sairá no começo de 2018, acompanhado de um DVD com o filme "Fade into nothing", de Pedro Maia.

O concerto de The Legendary Tigerman acontece no primeiro dia do festival SBSR, que tem os norte-americanos Red Hot Chili Peppers como cabeças-de-cartaz.

O festival, que termina no sábado, terá concertos repartidos por quatro palcos num recinto junto ao Tejo, no Parque das Nações.

Future, Deftones, Fatboy Slim, London Grammar, Capitão Fausto, Língua Franca, Bruno Pernadas e Beatbombers são alguns dos nomes do cartaz do SBSR.

Foto: Joana Jesus/SAPO On The Hop

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.