Steven Seagal é a mais recente celebridade a receber a cidadania russa.

A informação foi dada pelo Kremlin, que confirmou que o Presidente Vladimir Putin assinou o decreto a dar a distinção ao especialista em artes marciais que teve alguma notoriedade como estrela de filmes de ação em Hollwyood entre 1988 e 1996, antes de ser despromovido para as produções lançadas diretamente em vídeo.

É a segunda do género que recebe este ano, já que as autoridades da Sérvia fizeram o mesmo quando abriu uma escola de artes marciais na capital Belgrado.

Em 2013, Putin já teria proposto que Seagal fosse nomeado cônsul honorário da Rússia nos estados da Califórnia e Arizona, o que foi recusado pelas autoridades norte-americanas. A avó de Seagal era originária de Vladivostok, no extremo oriente da Rússia.

Um ano mais tarde, o ator apoiou as 'reivindicações muito razoáveis' daquele país na Crimeia, que pertencia à Ucrânia e foi anexada.

Amigo do presidente russo, que considerou um dos 'maiores líderes mundiais', Seagal junta-se assim a um grupo de figuras públicas com nacionalidade russa que inclui o ator francês Gérard Depardieu, o pugilista Roy Jones, o  lutador de MMA Jeff Monson e o praticante de snowboard Vic Wild, todos americanos.

Com 64 anos, Steven Seagal fez filmes como "Nico - À Margem da Lei" (1988), "A Força em Alerta 1 e 2" (1992-1994) e "Decisão Crítica" (1996).

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.