O quadro, intitulado “Mulheres, Lua, Estrelas” e pintado em 1949, foi a peça principal do leilão de arte contemporânea de outono da empresa britânica em Paris.

Na mesma venda, uma obra do escultor francês François-Xavier Lalanne alcançou também um recorde para o artista, com 18,3 milhões de euros, incluindo honorários e comissões, informou a Christie's em comunicado.

Trata-se da escultura “Le Rhinocrétiare I”, executada em 1964, cujo preço final duplicou o anterior recorde para uma peça de Lalanne.

Estas foram as obras mais caras vendidas num leilão em França este ano, acrescentou a Christie's.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.