Taylor Swift cancelou toda a sua digressão europeia até ao final de 2020, incluindo o seu concerto no NOS Alive, marcado para julho, no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras.

"Lamentamos comunicar que devido à situação atual de Pandemia Mundial de COVID-19 e pelo momento único que estamos todos a viver, Taylor Swift decidiu cancelar a sua Tour Europeia até final de 2020, e assim não estará presente na edição de julho do NOS Alive. Entendemos e respeitamos a decisão da artista nesta altura de crise sanitária a nível mundial", confirmou a Everything is New em comunicado.

A promotora do festival frisa ainda que "continua a trabalhar seguindo todas as orientações e recomendações do Governo Português, da Direção Geral de Saúde e com todas as autoridades competentes que estão connosco na realização do festival".

Adiar a edição de 2020 do festival é uma das opções em cima da mesa. "Dia a dia, continuamos a avaliar todas as possibilidades de desfrutar da música no Passeio Marítimo de Algés e por isso estamos a trabalhar em todos os cenários, incluindo o adiamento de datas do festival, com o mesmo cartaz. Após o levantamento do Estado de Emergência, poderemos certamente tomar as decisões mais adequadas sobre a edição do NOS Alive, tendo sempre como prioridade a segurança de todos, que desde a primeira edição estão connosco e que tornaram o sonho 'NOS Alive' possível", frisa a organização.

A 14.ª edição do festival está marcada para oos dias 8, 9, 10 e 11 de julho, no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras. Os nomes anunciados incluem Alec Benjamin, Alt-j, Anderson, .Paak & The Free Nationals, Angel Olsen, Billie Eilish, Black Pumas, Cage The Elephant, Caribou, Charli XCX, Da Weasel, Easy Life, Faith No More, Finneas, Haim, Fontaines D.C., Hobo Johnson and The Lovemakers, Glass Animals, Inhaler, Jorja Smith, Kendrick Lamar, Khalid, London Grammar, Manel Cruz, Moses Sumney, Nothing But Thieves, Parcels, Parov Stelar, Petit Biscuit, The Strokes, Tom Misch, Sea Girls, Seasick Steve, The Lumineers, Two Door Cinema Club e Wolf Parade.

Na Europa tem sido cancelados ou adiados vários festivais de verão. Em Portugal, o NOS Primavera Sound, do Porto, foi adiado para setembro e a nova edição do Rock in Rio Lisboa, no Parque da Bela Vista, acontecerá apenas em junho de 2021.

A Comissão Europeia apresentou esta quarta-feira, dia 15 de abril, um ‘roteiro’ elaborado em conjunto com orientações para o levantamento das medidas de contenção da pandemia na União Europeia. O documento prevê que grandes eventos públicos, nomeadamente festivais e concertos, sejam os últimos a reabrir e a realizarem-se.

No documento publicado, a Comissão estabelece um conjunto de recomendações para o processo de levantamento das medidas de contenção da pandemia, começando por enfatizar que “a ação deve ser gradual”, isto é, "as medidas devem ser levantadas em diferentes fases, com tempo suficiente entre elas para medir o impacto".

No 'roteiro', um dos pontos é dedicado ao "ajuntamento de pessoas", sendo defendido que deve ser "progressivamente permitido". O documento apresentado pela presidente da Comissão, Ursula von der Leyen, e pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, sugere que a "ação deverá ser gradual", começando por escolas e universidades e terminando nas grandes concentrações de massas, como concertos e festivais.

COMUNICADO NOS ALIVE:

Lamentamos comunicar que devido à situação atual de Pandemia Mundial de Covid-19 e pelo momento único que estamos todos a viver, Taylor Swift decidiu cancelar a sua Tour Europeia até final de 2020, e assim não estará presente na edição de Julho do NOS Alive. Entendemos e respeitamos a decisão da artista nesta altura de crise sanitária a nível mundial.

O NOS Alive continua a trabalhar seguindo todas as orientações e recomendações do Governo Português, da Direção Geral de Saúde e com todas as autoridades competentes que estão connosco na realização do Festival. Dia a dia, continuamos a avaliar todas as possibilidades de desfrutar da música no Passeio Marítimo de Algés e por isso estamos a trabalhar em todos os cenários, incluindo o adiamento de datas do festival, com o mesmo cartaz. Após o levantamento do Estado de Emergência, poderemos certamente tomar as decisões mais adequadas sobre a edição do NOS Alive, tendo sempre como prioridade a segurança de todos, que desde a primeira edição estão connosco e que tornaram o sonho “NOS Alive” possível.

Agradecemos ao nosso público de todos os cantos do mundo, aos nossos artistas, aos nossos patrocinadores e parceiros, aos nossos fornecedores, a toda equipa NOS Alive e todos juntos iremos ultrapassar este momento. Mantenham-se seguros, sigam todas as recomendações das autoridades, lavem as mãos com frequência, utilizem máscara quando saírem de casa e mantenham o distanciamento social.

Aos nossos heróis, que não podem ficar em casa e estão na linha da frente o nosso muito obrigado. Sempre!

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.