Os termos do acordo não foram revelados, mas a BMG anunciou que inclui parte das gravações e dos direitos autorais em posse da artista, assim como os direitos relacionados, nome e imagem.

Turner, de 81 anos, vendeu mais de 100 milhões de discos. A Warner Music continuará a ser a editora da cantora, confirmou a BMG.

"Assim como para qualquer artista, a proteção do trabalho da minha vida, do meu legado musical é algo pessoal", disse Turner num comunicado divulgado pela BMG, no qual afirma que está "segura" de que o seu trabalho está "em mãos profissionais e confiáveis".

O presidente da empresa, Hartwig Masuch, afirmou que a BMG se sente "honrada" de poder administrar os interesses de Turner, autora de clássicos como "What's Love Got To Do With It" e "Private Dancer."

"É uma responsabilidade que nós levamos a sério e trabalharemos nisso de forma diligente. É, pura e simplesmente, a melhor", disse Masuch.

A venda faz parte do 'boom' atual de compras de direitos musicais nos mercados financeiros que se sentem cada vez mais atraídos pelas lucrativas carteiras deste tipo de bem. Em muitos casos, as transações tiveram preços vertiginosos.

A BMG, que faz parte do conglomerado de meios Bertelsmannia, representa ou possui os direitos de celebridades como John Lennon e Ringo Starr, Mick Jagger e Keith Richards, Kurt Cobain e David Bowie.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.