A Música no Coração, promotora do Sumol Summer Fest, MEO Sudoeste e Super Bock Super Rock, anunciou que as edições deste ano dos três festivais foram adiadas para 2021, depois de ter sido aprovada na Assembleia da República a proposta de lei do Governo que proíbe a realização de festivais de verão até 30 de setembro.

"Foi aprovada na Assembleia da República a proposta de lei do Governo Português que determina a não realização este ano dos grandes festivais de verão. É por isso com enorme tristeza que, à semelhança de outros Festivais em Portugal e no resto do Mundo, nos vemos forçados a fazer o que nunca desejámos: adiar a 13ª edição do Sumol Summer Fest, a 26ª edição do Super Bock Super Rock e a 24ª edição do MEO Sudoeste para 2021", frisa a promotora. "Fazemo-lo por motivo de força maior, em pleno cumprimento das indicações das autoridades competentes, e em nome da segurança e do bem-estar dos nossos públicos e de todos os envolvidos na realização dos festivais, a nossa primeira prioridade. A todos eles, o nosso muito obrigado", acrescenta em comunicado.

"Pelo respeito e sentido de responsabilidade para com os nossos públicos e para com os milhares de profissionais envolvidos na realização dos festivais – artistas, equipas técnicas e de produção, os nossos patrocinadores e parceiros, e todo o nosso staff-, não desistimos e aguardámos enquanto foi possível, continuando a trabalhar empenhadamente para as datas inicialmente previstas", frisa a promotora.

MEO SUDOESTE
créditos: DIOGO ALMEIDA

A Música no Coração adianta ainda que a 24ª edição do MEO Sudoeste irá realizar-se de 3 a 7 de agosto de 2021, com a abertura do campismo a 31 de julho. "Sabemos que as saudades da Herdade da Casa Branca são tantas quantas as nossas e que a vontade de voltares a juntar a tua tribo para a melhor semana de férias de sempre é ainda maior. Há 23 anos que o MEO Sudoeste é a mítica casa de milhares de festivaleiros, que se juntam para celebrar a música, a amizade e as noites de calor. Este ano, o verão será diferente para todos nós, e a situação que vivemos obriga-nos a fazer algo que desejámos nunca ter de fazer: adiar a 24ª edição do MEO Sudoeste para 2021", escreve a promotora.

Já a 26ª edição do Super Bock Super Rock irá acontecer a 15, 16 e 17 de julho de 2021. O Sumol Summer Fest fica agendado para os dias 2 e 3 de julho, anunciou também a promotora, confirmando que  Trippie Redd, Burna Boy, SAINt JHN, Piruka e Nenny vão atuar na edição de 2021.

Em comunicado, a Música no Coração acrescenta que "os bilhetes já adquiridos são válidos para as novas datas, não sendo necessária troca ou emissão de novo bilhete". "Estaremos sempre disponíveis para esclarecer todas as dúvidas e aguardamos agora o decreto-lei resultante da discussão na especialidade na Assembleia da República, para que possamos dar-vos mais informações", explica a promotora.

Em comunicado, a organização dos três festivais sublinha que pretende "assegurar os mesmos ou ainda melhores cartazes": "Desde a primeira edição do primeiro festival, que trabalhamos de alma e coração ao longo de todo o ano para aqueles dias em que a música nos junta numa celebração da vida. É assim que continuaremos, mais fortes e motivados do que nunca, para fazer das edições no próximo ano das melhores de sempre! Por isso, estamos já a trabalhar para assegurar os mesmos ou ainda melhores cartazes, para as novas datas em 2021. Brevemente daremos novidades".

"Continuaremos ao longo deste ano a fazer o possível por levar a música até todos – sobretudo dos músicos portugueses – da forma permitida e recorrendo também às plataformas digitais. Quando estiver tudo bem, a música, e os músicos, que hoje tanto nos ajudam a passar dias difíceis de confinamento e incerteza, voltarão a ser o que nos junta para a criação de momentos épicos e memoráveis de celebração, mais intensos e felizes do que nunca", remata a promotora.

A proposta de lei do Governo relativa à proibição, até 30 de setembro, da realização de “festivais e espetáculos de natureza análoga”, foi aprovada na generalidade esta quinta-feira, no parlamento, seguindo agora para discussão na comissão de Cultura.

A proposta, que define que os “festivais e espetáculos de natureza análoga”, marcados até 30 de setembro, só serão permitidos com lugares marcados e regras de distanciamento, bem como as regras de reembolso, foi hoje aprovada na generalidade com os votos a favor do PS e do PAN. A deputada não inscrita Joacine Katar Moreira votou contra, fazendo depois uma declaração de voto, e os restantes partidos (PCP, BE, PEV, PSD, CDS-PP, Chega e Iniciativa Liberal) abstiveram-se.

O documento, apresentado pela ministra da Cultura, Graça Fonseca, “altera o regime anteriormente aprovado, que estabeleceu regras especiais para o reagendamento e cancelamento de eventos de natureza cultural e artística”, no âmbito do estado de emergência.

NOVAS DATAS:

12º SUMOL SUMMER FEST – 2 e 3 de julho

26º SUPER BOCK SUPER ROCK – 15, 16 e 17 de julho

24º MEO SUDOESTE – 3 a 7 de agosto, abertura do campismo 31 de julho

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.