Baseada no livro "The Run of His Life: The People v. O.J Simpson", de Jeffrey Toobin, "O Caso de O.J. - American Crime Story" recorda um dos julgamentos mais famosos do século XX, marcado por uma perseguição policial lenta.

O caso em que a série se foca foi protagonizado pela estrela da liga NFL O. J. Simpson, principal suspeito do esfaqueamento da sua ex-mulher, Nicole Brown, e de um amigo.

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, Jeffrey Felix, um antigo guarda da prisional, conta que O.J. não está satisfeito com o resultado da série de Ryan Murphy. "Ele está descontente com a série porque é uma forma de fazer parecer que ele é totalmente culpado", sublinhou.

Apesar de nunca ter conversado com o ex-jogador sobre a produção da FOX, o guarda garante que mantém alguns contactos dentro da prisão que lhe transmitem as informações.

"Ele não vai ver [a série], mas tem ouvido falar sobre isso", contou ainda Felix, explicando que o estabelecimento prisional não tem o canal FOX.

O.J. Simpson também não está satisfeito com o a escolha do ator Cuba Gooding Jr. para o papel principal. "[O.J. Simpson] Sabe que é mais alto. Sabe que é mais bonito", disse o guarda.

"O Caso de O.J. - American Crime Story" estreia dia 1 de março, às 22h15, na FOX Portugal, com episódio duplo.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.