"Janet Jackson" oferece uma releitura da sua história ditada pela própria estrela de "Rhythm Nation", e, até agora, não se mostrou revelador. Na primeira metade da série de quatro horas, exibida esta sexta-feira e sábado pelo canal norte-americano Lifetime, Janet Jackson fala sobre a sua relação complexa com o pai e o irmão Michael, a sua relutância em ingressar na indústria do entretenimento e os seus casamentos precoces.

O documentário, produzido pela cantora e pelo seu irmão Randy, mostra vídeos caseiros inéditos e entrevistas com estrelas como Tyler Perry, Samuel L. Jackson e Missy Elliott.

Janet lembra o amor "duro" do seu pai, Joe, acusado durante anos de abusar física e emocionalmente dos seus filhos. A cantora não nega explicitamente o abuso, mas diz que a "disciplina" do seu pai deveu-se ao desejo de que os filhos tivessem sucesso, e assinala que lhe deve o êxito.

A vencedora do Grammy, cujo álbum "Control" veio ajudou a definir a pop dos anos 1980 e serviu de modelo para os artistas que viriam depois, detalha como cresceu como uma estrela infantil e fala sobre querer estudar negócios na faculdade.

O seu pai, que morreu em 2018, aos 89 anos, disse "não", de acordo com Janet, o que a empurrou para a carreira no showbiz. "Isso abriu-me muitas portas, ter esse nome. Mas eu queria a minha própria identidade."

O documentário conta que a artista se casou jovem. Fugiu com o amigo de infância James DeBarge em 1984, aos 18 anos, para escapar do controlo do pai e fazer as próprias mudanças na sua carreira. O casamento foi anulado um ano depois e Janet citou o consumo frequente de drogas por DeBarge.

A cantora também faz uma breve análise de como ela e o irmão Michael se distanciaram quando o 'Rei da Pop' conquistou sucesso mundial. Também reitera, sem detalhes, o que sua família negou durante muito tempo, que ela tivesse um bebé secreto, que, segundo rumores, teria entregue à irmã para que o criasse ou para adoção.

A série aborda o segundo casamento de Janet, em 1991, com Rene Elizondo, que documentou grande parte da vida do casal em vídeos caseiros, imagens que aparecem com destaque na primeira metade do documentário. A segunda parte discutirá as acusações de abuso sexual infantil contra o seu falecido irmão Michael.

Janet Jackson também contará a sua versão da história em torno da infame "falha" em que Justin Timberlake expôs brevemente um dos seios da cantora ao vivo, durante a transmissão do Super Bowl de 2004.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.