A Netflix continua a apostar em conteúdo original e as produções latinas têm conquistado terreno. Esta semana, segundo o El País, o serviço de streaming comprou os diretos da obra "Cem Anos de Solidão", de Gabriel García Márquez.

De acordo com o jornal, os filhos do escritor aceitaram adaptar a obra ao pequeno ecrã. Rodrigo e Gonzalo Garcia, que até agora se recusaram a adaptar o livro do prémio Nobel, serão produtores executivos da série.

A aposta inspirada em "Cem Anos de Solidão" está em desenvolvimento, mas o serviço de streaming já garantiu que apenas irá contratar atores latino-americanos e que a produção será gravada na Colômbia.

Ao The Verge, Rodrigo Garcia revelou que o seu pai se tinha recusado a vender os direitos de adaptação de até à sua morte. "Durante décadas o nosso pai estava relutante quanto a vender os direitos para Cem Anos de Solidão porque sentia que o calendário de produção de um filme nunca lhe faria justiça e que teria de ser produzido em espanhol", explicou.

"É uma grande responsabilidade sermos confiados com a primeira adaptação de 'Cem Anos de Solidão', uma histórica icónica e intemporal da América Latina", frisou o vice-presidente das produções em língua espanhola do Netflix, Francisco Ramos.

O autor de “Cem Anos de Solidão”, distinguido com o Nobel da Literatura em 1982, morreu em abril de 2014, aos 87 anos.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.