A comemorar 30 anos de carreira, Rogério Samora torna-se o quinto actor português a receber a distinção individual máxima do Festróia, depois de Ruy de Carvalho (2003), Raúl Solnado (2004), Joaquim de Almeida (2006) e Nicolau Breyner (2008).

«É um prémio merecido e está na altura de o atribuir», disse a directora do certame, Fernanda Silva. A dirigente justifica a atribuição do Prémio Carreira a Rogério Samora sublinhando que se trata de «um actor que já interpretou mais de 150 personagens - entre filmes, séries e novelas - ao longo de 30 anos de carreira».

Nascido em Lisboa a 28 de Outubro de 1958, José Rogério Filipe Samora estudou teatro no Conservatório Nacional, em finais da década de 1970, e estreou-se profissionalmente na Casa da Comédia, com a peça «A Paixão». A sua interpretação valeu-lhe o Prémio de Actor Revelação em 1981 e, desde então, tem sido presença assídua em todos os palcos.

Actualmente, é um dos protagonistas da novela da TVI «Mar de Paixão» mas, nas últimas três décadas tem sido presença constante no grande ecrã.
Já participou em filmes de Manoel de Oliveira («Os Canibais», «Party»), Fernando Lopes («Matar Saudades», «O Delfim», «98 Octanas», «Os Sorrisos do Destino»), Luís Filipe Rocha («Sinais de Fogo»), João Mário Grilo («Longe da Vista»), António Pedro Vasconcelos («Os Imortais»), João Botelho («O Fatalista», «A Corte do Norte») e José Fonseca e Costa («Viúva Rica, Solteira Não Fica»).

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.