O relatório do Pew Research Center chegou à conslusão de que 47% dos norte-americanos preferem assistir às notícias pela televisão, enquanto 34% optam pela leitura e 19% preferem ouvir atrás da rádio.

A pesquisa alerta para mais problemas para o já debilitado sector dos jornais, enquanto a televisão continua a manter sua posição contra os vídeos online. Entre os que assistem às notícias, 75% disseram preferir a televisão e 20% a internet.

Mas entre os leitores de notícias, 63% preferiram o digital e 17% a imprensa escrita.

No geral, isto significa que apenas 7% dos entrevistados escolheram o formato impresso como a forma preferida de consumir notícias - em 2016, era 11%.

Detalhada por segmentos de idade, a pesquisa mostra ainda uma perspectiva particularmente sombria para os jornais: adultos com menos de 50 anos têm maior probabilidade de preferir a internet como plataforma para receber notícias.

Mesmo entre aqueles com mais de 50 anos, um terço disse que eram mais propensos a procurar notícias online.

Já a rádio manteve-se estável como fonte de notícias, mas um número crescente de norte-americanos está a ouvir as notícias online por meio de podcasts ou de rádios na Internet, mostrou a pesquisa.

A televisão também não perdeu espectadores, apesar do crescente número de iniciativas de vídeo online, de acordo com o Pew.

O relatório foi baseado numa pesquisa com 3425 adultos dos EUA, realizada de 30 de julho a 12 de agosto, com uma margem de erro estimada de 2,9 pontos percentuais.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.