Uma semana depois do chefe-técnico de iluminação Serge Svetnoy, surge um segundo processo por negligência pelo disparo acidental que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins durante a rodagem do 'western' de baixo orçamento "Rust".

Representada pela célebre advogada Gloria Allred, a 'script supervisor'/anotadora Mamie Mitchell avançou com a queixa num tribunal de Los Angeles contra o ator e produtor Alec Baldwin, os produtores e as companhias de produção, a armeira Hannah Gutierrez Reed e outras pessoas.

Segundo os registos da investigação, ao início da tarde de 21 de outubro, o assistente de realização Dave Halls foi buscar uma arma de adereço, uma de três colocadas num carrinho, que entregou a Alec Baldwin gritando ‘cold gun’ [arma fria]. Joel Souza explicou que o ator estava a ensaiar uma cena em que apontava a arma cenográfica para a lente da câmara quando disparou contra a diretora de fotografia.

Mamie Mitchell estava muito perto de Halyna Hutchins e Joel Souza durante o ensaio que se tornou uma tragédia e foi a pessoa que telefonou a seguir para os serviços de emergência.

O documento apresentado em tribunal é contundente sobre a falta de condições de segurança na produção.

“Alec Baldwin deveria ter presumido que a arma em questão estava carregada, a menos e até que lhe fosse demonstrado ou ele confirmasse que não estava. Ele não tinha o direito de confiar numa alegada declaração do assistente de realização de que era uma 'cold gun'", diz a queixa.

"O senhor Baldwin não se pode esconder atrás do assistente de realização para tentar desculpar o facto de não ter verificado a arma", acrescenta a declaração.

O eletricista Serge Svetnoy e a diretora de fotografia Halyna Hutchins (Facebook)

Na queixa da semana passada, Serge Svetnoy, grande amigo de Halyna Hutchins, afirmava que o incidente "foi causado por atos de negligência e omissões" de Alec Baldwin, enquanto protagonista e produtor, e de outros.

"Não havia nenhuma razão para colocar uma bala verdadeira naquele revólver ou para que ele estivesse no set de 'Rust', e a presença de uma bala num revólver representava uma ameaça letal para todos à volta", dizia a ação.

Serge Svetnoy alega que Alec Baldwin, o assistente de realização do filme, Dave Halls, e Hannah Gutiérrez-Reed não seguiram as práticas da indústria cinematográfica no manuseio de armas e "permitiram que um revólver carregado com munição real atingisse pessoas".

Ainda na semana passada, Mary Carmack-Altwies, procuradora condado de Santa Fé responsável pelo caso, disse estar preparada para esperar meses até que a investigação sobre a morte de Halyna Hutchins seja concluída.

No entanto, destacou que as provas já reunidas levavam-na a acreditar que a tragédia podia ter sido evitada: "Acho que a coisa mais preocupante é que houve tantos níveis de falha naquele set".

Apesar de todas as dúvidas por esclarecer, salientou que serão apresentadas acusações "se as circunstância o justificarem".

"Daremos o nosso melhor para fazer justiça a Halyna Hutchins e a Joel Souza", concluía.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.