As liberdades que Hollywood toma para contar histórias verídicas já causaram muitos embaraços e alguns filmes já usam a fórmula "inspirado por factos verídicos",  mas agora o Information is Beautiful , que estuda os dados para verificar a sustentação real de algumas ideias feitas, confirmou o que muitos desconfiavam: a veracidade dos factos varia mesmo muito de filme para filme.

O site analisou a veracidade de cada cena de 14 dos filmes mais mediáticos que estiveram na corrida aos Óscares desde 2011: "A Queda de Wall Street", "O Caso Spotlight", "A Ponte dos Espiões", "Selma: A Marcha da Liberdade", "Sniper Americano", "O Jogo da Imitação", "O Clube de Dallas", "O Lobo de Wall Street", "12 Anos Escravo", "Filomena", "Capitão Phillips", "A Rede Social" e "O Discurso do Rei", além de "Rush - Duelo de Rivais".

Uma barra horizontal mostra a duração de cada filme e acompanha todos os pormenores relevantes apresentados: a azul estão as representações mais ou menos fiéis do que aconteceu e a vermelho os grandes desvios. Basta clicar sobre determinado momento para ver a respetiva análise.

"Selma: A Marcha da Liberdade" (2014), um 'biopic' sobre Martin Luther King e a sua luta pela abolição das leis de segregação racial nos EUA, distinguiu-se com distinção: todos os pormenores históricos mostrados pelo filme são verídicos.

O filme de Ava DuVernay foi o único a conseguir 100%, embora o estudo não aborde informações que sejam omitidas, apenas a veracidade dos pormenores da história que foram incluídos.

Pelo contrário, apenas 41,4% das cenas de "O Jogo da Imitação", onde Benedict Cumberbatch interpreta Alan Turing, o matemático que ajudou a desvendar o código da máquina Enigma durante a Segunda Guerra Mundial, foram consideradas reais.

'Para ser justo, relatar com precisão a incrível complexidade da máquina Enigma e da criptologia em geral nunca seria fácil', avança a análise, 'mas este filme simplesmente retalha as informações históricas'.

Esta revelação é tanto mais irónica quando o único Óscar ganho foi precisamente o de argumento adaptado.

Também não aconteceu muito do que é visto em "Sniper Americano", de Clint Eastwood, sobre a vida do fuzileiro Chris Kyle: com apenas 56,9%, está em segundo lugar na lista dos piores "baseados em factos verídicos".

Já "O Caso Spotlight", sobre o escândalo dos abusos sexuais na Igreja Católica de Boston, vencedor do Óscar de Melhor Filme este ano, chegou aos 81,6%.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.